Há avanços e recuos na travessia da fronteira sul-africana devido ao atraso no início de actividades e alegada morosidade processual