Apesar da exposição, INS considera desnecessária campanha de testagem massiva nas escolas